[ad_1]

A engenharia é uma área de prática complexa porque muitos dos ramos se sobrepõem ou se misturam. A engenharia residencial é um bom exemplo desses limites embaçados, pois é um empreendimento tão complexo e envolve uma variedade de áreas de conhecimento, habilidades práticas e sensibilidade às necessidades dos clientes para ser realizada com sucesso.

Comece com uma definição

A prática da engenharia residencial envolve pegar recursos de engenharia e aplicá-los ao trabalho para clientes que podem incluir compradores de casas, proprietários, credores, corretores de imóveis e empreiteiros. Esse trabalho pode envolver uma única casa ou uma grande comunidade que incluirá milhares de casas, bem como escolas, parques e outros recursos.

Veja exemplos que você vê todos os dias

A menos que você viva em completo isolamento, é mais provável que você tenha visto os projetos criados por esses engenheiros. Grandes comunidades de campos de golfe, empreendimentos à beira do lago ou até mesmo moradias no centro da cidade estão todos dentro do alcance desses profissionais.

Alguns dos serviços que eles fornecem incluem o seguinte:

Seleção do local: Antes que qualquer projeto possa começar, as pessoas que o estão financiando devem escolher o local certo. Isso envolve a consideração das áreas circundantes, estradas, possíveis preocupações de zoneamento, custos e outros fatores que variam de um projeto para outro.

Agrimensura: A topografia é o processo que determina a localização exata e a altura de certos limites e estruturas que desempenharão um papel no posicionamento de infraestrutura e até linhas de propriedade.

Planejamento e Projeto Arquitetônico: Embora nem todas as empresas ofereçam planejamento arquitetônico, é uma parte importante do processo, pois leva em consideração todos os aspectos do projeto, desde a seleção do local até os requisitos de vida. Além disso, dependendo de onde você está construindo, pode haver códigos estruturais que precisam ser atendidos e devem ser contabilizados nos estágios iniciais do projeto.

Permissões e rezoneamento: Em muitas regiões, existem restrições de zoneamento que podem impedir um projeto de engenharia residencial ou licenças necessárias para realizar certos tipos de desenvolvimento. Um engenheiro residencial deve entender o processo de rezoneamento de uma determinada área e obter as licenças certas.

Água: Seja planejando para águas pluviais ou garantindo que haverá água potável suficiente para as pessoas que se mudam para um empreendimento, os recursos hídricos e o planejamento são uma grande preocupação.

Administração de construção: Os engenheiros residenciais não estão restritos aos estágios iniciais de um projeto. Em alguns casos, eles também desempenham um papel ativo durante o processo de construção, garantindo que as estruturas sejam construídas de acordo com os planos.

A engenharia residencial é um campo empolgante porque é desafiador e gratificante, exigindo muito conhecimento e habilidades para criar um produto que afetará a vida dos moradores todos os dias.

No entanto, vale ressaltar que muitas empresas não gostam de trabalhar nessa área por diversos motivos; Portanto, certifique-se de perguntar a qualquer empresa ou grupo em potencial se eles realmente podem lidar com seu projeto de uma maneira que atenda às necessidades de seus clientes individuais em tempo hábil.

[ad_2]

Source by Andre Savoie

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.