Embora o potencial do polímero reforçado com fibra (FRP) tenha sido realizado há mais de cinco décadas, obstáculos como altos custos iniciais, dados práticos limitados e vulnerabilidade à fadiga estática, etc., continuaram a limitar seu uso como material de construção sustentável. A indústria da construção, no entanto, adotou materiais compósitos avançados para resolver alguns de seus principais problemas, como corrosão, deterioração prematura do concreto e manutenção cara. Nas últimas duas décadas, extensas pesquisas levaram a uma melhor compreensão dos FRPs em diferentes ambientes.

É muito importante reunir os vários aspectos dos materiais compósitos, incluindo a sua estabilidade e características estruturais, de modo a definir claramente a reabilitação e novas aplicações dos compósitos FRP na engenharia civil. Dadas as suas características vantajosas, o FRP já está sendo utilizado como reforço de concreto de alta resistência e livre de corrosão. A neutralidade eletromagnética do FRP os torna ideais para unidades de ressonância magnética, laboratórios de pesquisa e institutos educacionais.

A engenharia moderna leva a sério a sustentabilidade e o meio ambiente. Podemos encontrar vários estudos de caso apresentando a reabilitação e projeto de novos membros de concreto com FRP. De acordo com a maioria dos estudos, a principal vantagem dos materiais FRP, em comparação com os concorrentes tradicionais, é a longa vida útil sem manutenção. Além disso, os materiais compostos são amigos do ambiente. As propriedades de materiais compósitos, como vergalhões de fibra de vidro GFRP, podem ser personalizadas de acordo com os requisitos de um projeto.

O retrofit e a reabilitação de estruturas de concreto protendido e armado usando polímeros reforçados com fibras são agora técnicas bem estabelecidas. A resistência dos compósitos de FRP ligados externamente demonstraram muitas vantagens, incluindo a relação resistência-peso e facilidade de instalação. Além disso, a facilidade de transporte e instalação sem equipamentos pesados ​​torna o FRP um material promissor para reabilitação e construção de pontes.

As tecnologias de fabricação para a produção de compósitos avançados foram revolucionadas por novas e sofisticadas técnicas de fabricação. Esses métodos permitiram que os fabricantes produzissem laminados de boa qualidade com alinhamento preciso das fibras e vazios mínimos.

Desde a Segunda Guerra Mundial, a indústria da construção sofreu com a falta de pesquisa e investimento. O início da década de 1990 testemunhou um sério declínio na indústria na América do Norte. A indústria da construção foi considerada como de baixa tecnologia e mão de obra intensiva em comparação com outras indústrias. No entanto, as coisas mudaram significativamente nas últimas duas décadas. Materiais inovadores e técnicas de construção têm desempenhado um grande papel na transformação da construção em uma indústria orientada para a tecnologia. Se você está procurando materiais de construção inovadores para seu próximo projeto, você deve explorar e implementar tecnologias FRP para alcançar resultados sustentáveis.



Source by Basharat K

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.